domingo, 13 de junho de 2010

Sandálias raramuri para corrida.

Em 12 de junho saimos para um treino, 150 km de bike com 10 km de corrida na transição. Fizemos o treino sem apoio e sem nenhuma para sequer, foram 6 horas de trabalho fisico. Esse treino laboratório, digo isso pois estava em teste dois protótipos, aliás três, o primeiro, um gel energético, o segundo , outro gel, mas que chamamos de turbo e seria utilizado apenas no final do treino para dar uma turbinada no sistema e sair bem pra corrida e o terceiro, seria a sandália de corrida semelhante a que os indios tarahumaras, das barrancas del cobre no México utilizam para correr ultramaratonas. Esses indios são seres humanos diferenciados, pois não utilizam dinheiro, vevem em mutualismo e simbiose total com o meio e seus pares e além de serem ultra-corredores. Para saber mais detalhes sobre essa cultura, leia o livro '' Nascido para correr '' de Christopher McDougall. Carreguei minha bike com 03 caramanholas, o aerodrink e mais uma mochila de hidratação. O gel funcionou muito bem, levando em conta que a fabricação é caseira, contudo supervisionada pelo Dr. Pedro Carvalho, médico fisiologista e ciclista. O gel turbo também foi muito bem recebido e deu conta de sua proposta. Agora o mais impressionante foram as sandálias que fabriquei com apenas R$ 5,00, a sensação é de flutuar, esqueça sistemas de amortecimento de tenis caros, correr com elas nos pés é sentir milhares de anos de tradição ( em referencia a tribo raramuri do México ) e a volta total as origens, correr praticamente descalço. Eu após os 152 km e mais alguns metros, sai para uma corrida leve, sentia meus pés trabalharem, sentia o solo, não havia nada engessado por sistemas caros de amortecimento e a carga era absorvida como Deus projetou, minhas panturrilhas e pernas absorviam o impacto e não apenas o pobre calcanhar e os tendões de aquiles. Bem, fica aqui minha dica para que experimentem a sensação de correr com essas sandálias, ah e o modo de amarrá-las é uma ciência complexa de travamento dos pés, muito bom. Foram 5 horas de pedal com vento contra de até 25km por hora, segundo dados do IBIKE, com muitas subidas como é a Rodovia dos Bandeirantes na nossa região e mais 50 minutos para os 10k de corrida. Não sou um super atleta, meus tempos são modestos, mas o gel e as sandálias funcionaram muito bem. Por favor vejam o vídeo. Abraços e bons treinos.

2 comentários:

Paulo Pedrazzini - Triatleta de Cristo disse...

É, muito massa esse post, já faz algum tempo que tenho pensado sobre isso, pisada correta x não precisar de tênis, muito boa essa solução, depois posta ai a receita para eu poder fazer um e testar. Até mais! Deus abençoe a sua semana.

Rogerio disse...

Caro Paulo,
Não tem segredo, recomendo que você leia o livro Nascido para correr, de Christopher McDougall e mude sua ótica sobre tudo que voce sabe sobre corrida.
Acesse o site http://www.invisibleshoe.com e aprenda a fazer suas huaraches.
Abraços e Deus Abençoe.